Buscar

Uma aliança que dura para sempre.

Eu sempre fui a filhinha do papai e da mamãe, meus pais sempre cuidaram de mim de uma forma que fazia eu me sentir muito muito especial, e tudo praticamente tudo ao meu redor sempre aconteceu pra que eu não me sentisse mais especial, as coisas sempre aconteciam de uma forma que eu sentia que não era importante, que não era especial, me sentia sozinha, me sentia sem valor e sem significado pra ninguém. Era como se minha existência não fosse importante, pra ninguém, e por um tempo comecei a me sentir assim em casa também, com minha família, onde eu me sentia em casa, onde era meu ludar favorito no mundo, de repente passou a ser o lugar onde eu menos queria estar, onde eu preferia evitar estar, havia tantas sensações, tantos sentimentos, situações difíceis que faziam tudo piorar dentro de mim, era como se eu precisasse urgente encontrar um lugar onde eu fosse amada, um lugar onde eu me sentiria em casa, um lugar onde eu poderia me sentir eu mesma sem medo. medo de que algo fosse acontecer e me desestabilizar completamente.

Cresci frequentando a igreja, cresci ouvindo falar sobre um homem realmente muito importante, um homem que era diferente de qualquer outro no mundo todo, e sempre seria diferente, e eu pensei, nossa, como pode existir alguém assim, alguém que jamais vai me deixar, alguém que me ama muito antes de eu saber da existência dele, alguém que faria qualquer coisa por mim, um homem tão especial a ponto de todos orarem em seu nome, todos buscarem saber sobre sua vida, sobre quem ele realmente era, eu não entendia de onde surgiu um Deus tão importante assim, um cara que mora lá em cima e que deu seu único filho, cara, o único filho dele, por pessoas que nem conhecem ele, que nem tinham nascido ainda, por gente que jamais conseguiria retribuir tanto amor em um gesto só, como que alguém se dispõem fazer isso, vir ao mundo, se sujeitar a tudo e todos, fazer milagres e orações por pessoas que ele mal conhecia, como que pode ter existido alguém tão importante assim, tão incrível assim, alguém capaz de fazer tanto por tanta gente.

Me apeguei a esse homem sem buscar conhecê-lo tanto, eu era muito nova, tinha uns oito anos e mal sabia falar com ele, não sabia como orar direito, mas eu sabia, tinha absoluta certeza que ele me escutava, eu lembro que chegava da escola e ia direto pro meu quarto, lembro que meu quarto tinha uma janela grande que dava para uma grande vista do céu, e eu simplesmente ficava lá, na janela, me pendurava nela ás vezes e chorava, contava pra ele todo o meu dia, contava tudo, falava sobre coisas que tinham me deixado triste naquele dia, sobre coisas que eu sentia, sobre sentimentos que eu não sabia explicar direito mas eu tinha certeza que ele entendia.

Lembro que aprendi na igreja que Deus fez uma aliança com a humanidade, a muitos anos atrás, ele selou essa aliança com um arco-íris no céu, sim, foi Deus que inventou o arco-íris, ele é um círculo, em forma de anel, seria um lembrete a humanidade de que essa aliança seria eterna, duraria para sempre, o círculo jamais tem fim, jamais terá início, ele sempre será o maior símbolo do amor e aliança de Deus para com todo homem que andar sobre a terra.




9 visualizações
  • Twitter
  • Instagram

©2020 por a escritora. Orgulhosamente criado com Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now