Buscar
  • Suelen Eduarda

Nunca pensei que chegaria até aqui.

Não quero escrever nada fútil aos meus olhos, mas queria falar sobre a vida, sobre como cheguei aqui, sobre cada escolha, finalmente sinto que estou onde deveria estar, sinto que nunca estive tão bem com minha família, que meus sonhos estão todos organizados e listados em caderninhos pra nunca esquecer deles, sinto que escolhi a profissão certa, que estou no relacionamento certo pra mim, que estou melhorando da depressão e da ansiedade.

Esse ano foi desafiador, me desconstruí e me construí tantas vezes que me perdi em algumas delas, precisei me encontrar, preciso admitir que isso foi muito muito louco, viver tudo de uma vez me fez crescer e me tornar alguém melhor, minha vida está indo onde eu sempre quis, só que nem tinha noção de onde era isso, finalmente cheguei em um lugar onde me sinto feliz de verdade, e eu nem consigo me lembrar quando foi a última vez que me senti assim, tão bem comigo mesma, tão satisfeita com minhas escolhas, tão plena em ser quem eu sou agora, quase sinto uma pitadinha de orgulho por chegar aqui, confesso que algumas vezes pensei que jamais chegaria nesse ponto, ainda mais aos vinte e um anos.


Essa foto acima é de alguns anos atrás, eu estava tentando me entender em uma época onde mal conseguia me decidir o que queria ser, se queria ser loira ou morena, qual seria meu estilo, qual seria minha profissão, quais sonhos seriam priorizados, estava em um relacionamento extremamente tóxico, não me dava bem nem com minha família. Se eu parar pra pensar e focar naquela Suelen que eu era, eu mal me reconheço agora, a pessoa que eu me tornei, quem eu era e quem sou hoje, aquele tempo estava em guerra comigo mesma.

Pensando na Suelen de hoje me vem uma sensação maravilhosa, um sentimento de satisfação, de dever cumprido comigo mesma, por ser quem eu sou, alguém tão decidida e ao mesmo tempo tão confusa, tenho me tornado cada dia mais uma mulher forte e corajosa, alguém que sonha além da imaginação, que quer estar em todos os lugares onde puder estar, ser todas as versões que puder ser, preciso melhorar ainda em alguns pontos e estou longe da perfeição.

Mas é muito bom estar aqui onde estou, muito bom ser quem sou nesse momento.

Quero aos poucos voltar a ser aquela que escuta música a todo volume dentro de casa, que dança estranho, que grita aos quatro cantos ao som de John Mayer, dirigindo meu fusquinha azul, quero ser cada dia mais feliz comigo mesma, quero parar de pensar tanto nos outros e começar a pensar mais em mim mesma, me priorizar mais, me ouvir mais, escrever até não poder mais, até formigar os dedos, até enjoar, quero ler todos os livros que tiver vontade, viajar mais, ser a melhor pessoa para aqueles que eu amo, abraçar meus pais, ser mais feliz e sociável, amar meu marido e cuidar dele, ah e quero também um cachorrinho, descobri que não sou mais a tia dos gatos, me tornei quem mais temia, aquela que gosta mais de cachorro que gatos.

Quero continuar crescendo e melhorando, nunca parar, ou estacionar, mesmo que ás vezes eu quase morra de preguiça, tá tudo bem não ser a melhor sempre, tudo bem não estar bem ás vezes, mas procurar nunca me perder de novo a ponto de esquecer quem eu queria ser e onde quero estar. Espero continuar me orgulhando de mim mesma, sendo corajosa, sendo forte, sem nunca perder minha essência.


22 visualizações0 comentário
 
  • Twitter
  • Instagram

©2020 por a escritora. Orgulhosamente criado com Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now