Buscar

A arte de perdoar.

Por muito tempo eu tentei fazer algo que me deixasse em paz, que diminuísse minha culpa por não ter dado certo, por não ter tentado mais, talvez me esforçado além do que pensei ser necessário e eu literalmente entrava em parafuso pensando que a culpa era minha e que eu era a razão daquele distanciamento todo de uma pessoa que eu achava ser uma das mais importantes pra mim. Por um tempo a culpa me corrompeu, parece que eu juntei ela com outros tantos sentimentos ruins que eu não estava sabendo lidar naquele momento e foi se tornando uma bola de neve infindável. Um dia alguém me disse que eu não tinha culpa por isso, que as coisas simplesmente tomam o rumo que deveriam, mas pra mim isso realmente não fazia sentido, eu ainda me culpava por aquela distância terrível que eu jamais queria ter colocado entre nós mas que parecia que tudo se dirigia para aquele fim e eu não conseguia tomar a direção das coisas, era como se ela também não estivesse mais dando importância pro rumo que a situação estava sendo levada.

Um certo tempo atrás eu escrevi algo sobre isso, eu pensei ter perdoado, pensei ter superado e sobrevivido a tudo que me magoou, é que quando somos magoadas e tratadas com desprezo por uma amiga parece que tudo toma outro rumo, é muito pior que ser magoada por um relacionamento amoroso, eu errei também, sei que errei, coloquei ela num pedestal, queria ser como ela quando casasse, admirava a forma dela de levar a vida, achava lindo como era a vida dela com Deus e permiti que tudo fosse se sobressaindo, permiti que tudo fosse maior que Deus em minha vida, fiz uma visão perfeita dela, determinei que ela era perfeita, quando na verdade todos nós erramos, todos nós vamos errar um dia, isso é parte do ser humano, somos humanos falhos, e jamais podemos deixar de nos lembrar disso, afinal ninguém é perfeito nesse mundo torto e caído.





Então eu perdoei, perdoei tudo aquilo que me afetou um dia, e bem no fundo, lá no fundo do meu coração eu sabia que eu jamais iria seguir em frente como deveria sem perdoar tudo, sem deixar pra trás tantas mágoas e dores porquê eu já estava me sentindo completamente presa e amarrada ao passado, ás vezes sentia que meu peito ia explodir de tanta dor guardada. Foi nesse momento que tudo pareceu fazer mais sentido finalmente era como se a vida tivesse voltado a ser leve outra vez, o sol tivesse voltado a brilhar de novo no horizonte e tudo que parecia perdido foi sendo reconstruído tudo de novo dia após dia tudo foi ficando mais fácil pra mim, mais leve, meus dias estavam livres daquela lambeção de feridas da minha alma. Já não passava mais o dia me lamentando, passava eles lutando dentro de mim para seguir em frente e voltar a ficar bem comigo mesma, me sentir bem de novo, com meu coração, minha mente, tudo em mim.

Procurei a definição da palavra perdão e achei algo muito especial escrito por um autor que eu admiro muito.


" Em um certo sentido perdão e desculpa são palavras quase opostas... Assim, um ato falho sem desculpa precisa de desculpa e não de perdão. Da mesma forma, boas desculpas não precisam de perdão - já que o perdão exige culpa - e se você quer ser perdoado, não há desculpas para o que fez - pois pedir perdão é assumir a culpa". C.S Lewis

Quando pedimos perdão assumimos a culpa, não porquê queremos ser perdoados mas porquê de um jeito ou de outro sempre temos uma parcela de culpa na história toda, mesmo que muitas vezes não ousamos admitir, mesmo que por muitas vezes não queremos dar o braço a torcer e pedir perdão, desculpas é quando você caminha na rua e bate em alguém sem querer porquê não o enxergou vindo em sua direção, mas perdão tem um sentido muito mais profundo, dizem que quem pede perdão primeiro é o mais maduro da história toda, simplesmente por querer se ver livre de toda dor em seu coração, toda dor que permitiu que fizesse parte de você, e perdoar é isso, colocar a cara a tapa quando o outro nem pensou em fazer isso, é libertar não só você mesmo como o outro.

Libertá-lo de você e deixar ele ir, quando pedimos perdão automaticamente estamos nos perdoando também por nos permitir ser colocado naquela situação de dor e amargura, tudo vai sendo limpo e está pronto pra ser feito de novo e de novo quantas vezes for necessário, afinal somos humanos e o perdão sempre vai fazer parte de nossas vidas, se ele por acaso não estiver fazendo parte de você, pense um pouco sobre sua vida e as pessoas a sua volta, porque provavelmente alguma coisa você está fazendo de errado.

Ouse perdoar, ouse ser diferente, fazer o certo nem sempre é gostoso e prazeroso aos nossos olhos, mas é precioso, é fundamental pro nosso crescimento, pro nosso amadurecimento, tem chaves na nossa vida que só conseguimos virar quando deixamos o perdão fazer parte de nós, nos libertamos de tudo que achamos que era certo, seguimos em frente pelo nosso próprio bem mas ao mesmo tempo sem se esquecer do outro, que também é ser humano como nós, também erra e também merece ser livre de novo, seguir em frente outra vez.








14 visualizações
  • Twitter
  • Instagram

©2020 por a escritora. Orgulhosamente criado com Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now